Comunhão - BEM-VINDOS À MESA DO PAI

1. Bem-vindos à mesa do Pai, onde o Filho se faz fraternal refeição / É Cristo a forte comida, o Pão
que dá vida com amor-comunhão.

Refrão: Vinde, ó irmãos, adorar, vinde adorar o Senhor / A Eucaristia nos faz Igreja, comunidade de amor (bis)

2. Partimos o único pão, no altar-refeição, ó mistério de amor / Nós somos sinais de unidade na fé,
na verdade, convosco, ó Senhor.

3. No longo caminho que temos, o Pão que comemos nos sustentará / É Cristo o Pão repartido, que o 
povo sofrido vem alimentar.

4. Há gente morrendo de fome, sofrendo e sem nome, sem terra e sem lar / Não é a vontade de Deus, pois Jesus, Filho seu, quis por nós se doar.

5. Queremos servir a Igreja, na plena certeza de nossa missão / Vivendo na Eucaristia, o Pão da 
alegria e da libertação.



Entrada (Opcional) - SENHORA E RAINHA

O povo te chama de Nossa Senhora/ Por causa de Nosso Senhor/
O povo te chama de Mãe e Rainha/ Porquê Jesus Cristo é o Rei do céu/
E por não ti ver como desejaria/ Te vê com os olhos da fé/
Por isso ele coroa a tua imagem Maria /Por seres a mãe de Jesus/
Por seres a mãe de Jesus de Nazaré.

Como é bonita uma religião/ Que se lembra da mãe de Jesus/ 
Mais bonito é saber quem tu és/ Não és deusa, não és mais que Deus/ 
Mas depois de Jesus, o Senhor/ Neste mundo ninguém foi maior.

Aquele que lê a palavra Divina/ Por causa de Nosso Senhor/
Já sabe que o livro de Deus nos ensina/ Que só Jesus Cristo é o intercessor/
Porém se podemos orar pelos outros/ A Mãe de Jesus pode mais/
Por isto te pedimos em prece oh! Maria/ Que leves o povo a Jesus/
Porquê de levar a Jesus entendes mais/ Como é bonita uma religião
Que se lembra da mãe de Jesus/ Mais bonito é saber quem tu és/
Não és deusa, não és mais que Deus/ Mas depois de Jesus, o Senhor/
Neste mundo ninguém foi maior


Cordeiro - CORDEIRO DE DEUS

Cordeiro de Deus (bis) Que tirais o pecado do mundo (bis). Tende piedade de nós (bis).
Cordeiro de Deus (bis). Que tirais o pecado do mundo (bis). Tende piedade de nós (bis).

Cordeiro de Deus (bis). Que tirais o pecado do mundo (bis). Dai-nos a Paz, (bis).

Ação de Graças - SOU DIZIMISTA

1.Tem que ser agora, já chegou a hora da condivisão.
Deus é Pai da gente, fez-nos diferentes, mas nos quer irmãos.

Refrão: Eu sou dizimista, eu sou! Vou ser dizimista, eu vou!
Vamos partilhar o que Deus nos dá, todo o nosso amor! 

2.Oh! Que maravilha, festa da partilha, sem obrigação!
Deus é Pai bondoso, é tão generoso, multiplica o pão.

3.Os irmãos carentes, pobres e doentes se alegrarão
quando a nossa oferta for de mão aberta, for de coração.


Final: SÃO SEBASTIÃO

1. Salve o nosso Santo Padroeiro
Foi soldado e foi guerreiro
Mas lutou só pelo bem.
São Sebastião lutou no exército de Deus também, e não bastou.

Não, não, não, não, não! Uma flecha não bastou para calar a sua voz.
São Sebastião! São Sebastião, rogai por todos nós!

2. Salve o nosso Santo preferido
São Sebastião querido
Mora em nosso coração
Força, fé e amor e a esperança em Cristo Redentor. E não bastou.

3. Salve o nosso Santo Glorioso
Santo humilde e poderoso
Vence a morte pelo amor
São Sebastião, morrer por Cristo é ser vencedor. E não bastou.


Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *